FORDLANDIA MALAISE no IndieLisboa

Após estreia internacional na Berlinale 2019, FORDLANDIA MALAISE, o mais recente filme de Susana de Sousa Dias chega a Portugal.

O filme, que integra a Competição Nacional do Indielisboa, é sobre a memória e o presente de Fordlândia, a cidade fundada por Henry Ford na floresta amazónica em 1928, um espaço suspenso entre os tempos, entre visibilidade e invisibilidade, entre a utopia e a distopia.

O filme será exibido nos dias
7 de Maio, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge, pelas 19h00
e 10 de Maio, na Sala 3 do Cinema São Jorge, pelas 21h30.

Mais informações: indielisboa.com/movies/fordlandia-malaise/

"A Ilha dos Ausentes" no Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira

O filme de José Vieira será projectado no Museu do Neo-Realismo, em Vila Franca de Xira, no dia 14 de Dezembro, às 21h.

José Vieira retrata neste filme o seu reencontro com um país que em muito se alterou desde a sua partida para a França, nos anos 60. Neste road-movie de mil e quinhentos quilómetros, há a memória de uma ausência prolongada, a lembrança de viagens das quais não regressámos. É um périplo de interrogações sobre a relação que nos une ao país da nossa infância, aos que ficaram.

Mais informações em: www.museudoneorealismo.pt/

"Sobre Tudo Sobre Nada" em competição no Laceno D'Oro, Itália

O filme de Dídio Pestana foi seleccionado para a 43ª edição do Festival Internacional de Cinema Laceno D’oro, em Irpinia, Itália.

O festival Laceno D’oro  nasceu em   1959  fundado por dois jovens intelectuais de Irpinia,   Camillo Marino   e  Giacomo d'Onofrio, e apoiado desde cedo por Pier Paolo Pasolini.

Desde a década de 80, "Laceno d'oro" instituiu-se como um festival de "crítica cinematográfica" caracterizada por interessantes debates e eventos. Os júris têm reunido nomes proeminentes do mundo jornalístico, cinematográfico e literário: Pier Paolo Pasolini,  Domenico Rea, Cesare Zavattini, Carlo Lizzani, Marcello Gatti, Lina Wertmuller, Giuliano Montaldo, Luigi Zampa, Tinto Brass e muitos outros cineastas e intelectuais de prestígio. 

Foram inúmeras as inovações que, ano após ano, enriqueceram o Festival: em 1969 foi inaugurada uma nova seção dedicada aos documentários.

SOBRE TUDO SOBRE NADA será exibido nos dias 6 e 7 de Dezembro, pelas 18h15 e as 22h, respectivamente, no Cinema Partenio, contando a primeira sessão com a presença do realizador.

Mais informações em: www.lacenodoro.it/concorso-2018/

...."LUZ OBSCURA" em Glasgow.."OBSCURE LIGHT" in Glasgow....

LUZ OBSCURA, o documentário mais recente da realizadora Susana de Sousa Dias, foi seleccionado pelo “Document”, para ser exibido em Glasgow, no dia 1 de Dezembro.

“Document”, o festival de cinema dedicado a filmes sobre direitos humanos mais antigo da Escócia visa promover um debate internacional de assuntos relacionados com os direitos humanos bem como o intercâmbio cultural, constituindo assim um espaço privilegiado para “a visibilidade e a reconhecimento do cinema documental como forma artística e prática social”.

LUZ OBSCURA será exibido no Teatro Scottish Youth e contará com a presença da realizadora para uma sessão de perguntas e respostas moderada por Tatiana Heise.

Mais informações em: documentfilmfestival.org/films/luz-obscura/

"mapa-esquisito" no vistacurta

A mais recente curta-metragem de Jorge Vaz Gomes foi seleccionada para a competição nacional do festival vistacurta, que decorre entre 27 de Outubro e 3 de Novembro de 2018, em Viseu.

O filme será projectado no Auditório IPDJ, no dia 2 de Novembro, às 21h.

Mais informações em: www.vistacurta.pt

"Sobre Tudo Sobre Sada“ em competição no festival de Locarno

A primeira longa-metragem de Dídio Pestana abrirá a secção competitiva Signs of Life.

A primeira projecção será no dia 2 de Agosto (21:30 horas) na sala Teatro Kursaal. Será seguida por uma sessão de Q&A com o realizador.

O filme terá mais duas projecções nos dias 3 de Agosto (às 11:30 horas —  L’altra Sala) e 4 de Agosto (às 19:00 horas — PalaCinema Leopard).

Mais informações em: www.sobretudosobrenada.com

"48" no Museu Nacional de Arte Antiga

48, o aclamado documentário realizado por Susana de Sousa Dias, foi escolhido para integrar a exposição "Do Tirar Polo Natural". O filme será exibido em permanência na sala de conferências do Museu Nacional de Arte Antiga. 

A exposição, que inaugurou em 28 de Junho, procura refletir sobre o que é um retrato e o que ele pode, de que impulso surge e quais os seus limites. Cruzando obras de épocas muito diferentes, assim explicam os comissários, a exposição "Do Tirar Polo Natural" apresenta o retrato em redor de três categorias paradigmáticas: como dispositivo afetivo, como formador da identidade pessoal e como estratégia do poder.

Comissários: Anísio Franco, Filipa Oliveira, Paulo Pires do Vale
Aberto ao público de 28 de Junho a 30 de Setembro de 2018

HORÁRIOS
terça a domingo: 10h00-18h00

LUZ OBSCURA em Vila Franca de Xira

O Museu do Neorealismo de Vila Franca de Xira exibe "Luz Obscura", na próxima sexta-feira, dia 25 de Maio, às 21h00. Segue-se à sessão um debate com a realizadora, Susana de Sousa Dias, e o produtor, Ansgar Schaefer.

O documentário de Susana de Sousa Dias protagoniza a vida de familiares de Octávio Pato, reputado militante do Partido Comunista Português, nascido em Vila Franca de Xira.

A entrada é gratuita, limitada à lotação da sala. O bilhete pode ser levantado na recepção do Museu a partir das 20h.

Mais informações: 263285626

LUZ OBSCURA com Sessões Especiais

No âmbito da exibição em sala do filme "Luz Obscura" no Cinema Ideal, Lisboa, são organizadas, para além da sessão de estreia, três sessões temáticas com convidados especiais:

Dia 10 de Maio | 19h15
SESSÃO DE ESTREIA
Conversa com Susana de Sousa Dias e com os protagonistas do filme, Álvaro e Rui Pato, filhos de Octávio Pato, preso político

Dia 11 de Maio | 19h15
Crescer em Liberdade: A geração pós 25 de Abril e o Estado Novo
Conversa com Susana de Sousa Dias,  Ana Pato, filha de Octávio Pato e Miguel Tiago, deputado do Partido Comunista

Dia 12 de Maio | 19h15
Memórias Vividas do Estado Novo
Conversa com Susana de Sousa Dias, Fernando Rosas e a jornalista Diana Andringa.

Dia 14 de Maio | 19h15
Crescer em ditadura
Conversa com Susana de Sousa Dias, Irene Pimentel - historiadora e autora do livro O Caso da PIDE/DGS e Luís Farinha, director do Museu do Aljube 

LUZ OBSCURA no Desobedoc 2018

O mais recente documentário de Susana de Sousa Dias integra a 5ª edição do festival itinerante Desobedoc 2018. O Desobedoc é uma iniciativa que nasceu no Porto há 5 anos, com o objectivo de recuperar salas de cinema encerradas há muito tempo e criar espaços para projecção, debate e partilha de filmes independentes. Os seus organizadores entendem este festival como "um gesto concreto para mostrar que é possível abrir salas e programar cinema, pôr em comum memórias e debater lutas e insubmissões". "Luz Obscura" terá as seguintes sessões:

 

Viseu, 3 de Maio:
21h30
no Cinema Ícaro

Coimbra, 4 de Maio:
21h30
no Teatro da Cerca de São Bernardo

Braga, 5 de Maio:
21h30 no Teatro Sá de Miranda
Sessão apresentada por Pedro Soares e Susana Sousa dias

Évora, 9 de Maio:
21h30
no Auditório Soror Mariana
Debate com Susana Sousa Dias e Aurora Rodrigues

 

Todas as sessões são de entrada livre.
Mais informações: desobedoc.wordpress.com


 

Luz Obscura estreia em sala a 10 de Maio

Após uma longa digressão por diversos festivais internacionais, o mais recente documentário de Susana de Sousa Dias chega às salas de cinema em Portugal. 

"Luz Obscura" centra-se no núcleo familiar do antigo resistente Octávio Pato e na acção da PIDE sobre a sua família, constituindo um valioso contributo para a compreensão da história do Estado Novo.

A estreia do filme, na quinta-feira, dia 10 de Maio, no Cinema Ideal, contará com a presença da realizadora e dos três protagonistas do filme. Para além desta, estão previstas outras sessões com convidados especiais.

Mais informações e contactos para marcações: marta.fonseca@alambique.pt

"mapa-esquisito" em competição nacional no IndieLisboa 2018

É com enorme prazer que anunciamos a selecção da última produção da Kintop para competição nacional do próximo festival IndieLisboa 2018. A mais recente curta-metragem do realizador Jorge Vaz Gomes cruza elementos documentais e ficcionais produzindo assim um filme de uma estética particular e um humor especial. 

Citando as palavras do festival: "Após Jean-Claude ter recebido uma menção honrosa nos Novíssimos, em 2016, Jorge Vaz Gomes cartografa este Mapa-Esquisito: um trajecto que se inicia nas oito casas que habitou, e continua pela itinerância mental de quem nunca deixou raízes."

"mapa-esquisito", um filme de Jorge Vaz Gomes. Estreia Competição Nacional, Festival IndieLisboa, dia 27 de Abril 2018, 19h, Cinema São Jorge, Lisboa.

...."Luz Obscura" premiada em Coimbra.."Obscure Light" awarded in Coimbra....

....

É com enorme prazer que anunciamos que o mais recente filme da realizadora Susana de Sousa Dias, "Luz Obscura" recebeu o prémio de Melhor Som na edição de 2017 do festival Caminhos do Cinema Português.

..

It is with great pleasure that we announce that the latest film by Susana de Sousa Dias, "Obscure Light", received the award for Best Sound in the 2017 edition of the "Caminhos do Cinema Português" festival.

....

....Documentário da Kintop no CCB..Kintop Documentary at CCB....

....

Em 17 de Novembro, foi inaugurada, em presença do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, a exposição dedicada aos trabalhadores forçados de origem portuguesa na Alemanha Nazi.

A iniciativa partiu do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, e foi realizada em parceria com a Fundação alemã EVZ (Memória, Responsabilidade e Futuro) e o Goethe Institut de Lisboa.

A Kintop participou no projecto com a produção de uma curta-metragem documental intitulada “José Vieira - Retrato de um resistente e trabalhador forçado”, em que se retrata a biografia deste importante membro da Resistência contra a ocupação alemã em França.

A exposição é de entrada livre e estará aberta ao público até ao dia 22 de Janeiro de 2018

..

On November 17th, the exhibition dedicated to the forced laborers of Portuguese origin in Nazi Germany was inaugurated in the presence of the Minister of Foreign Affairs, Augusto Santos Silva.

The initiative started with the Institute of Contemporary History of the New University of Lisbon and was held in partnership with the German Foundation EVZ (Memory, Responsibility and Future) and the Goethe Institute of Lisbon.

Kintop participated in the project with the production of a short documentary entitled "José Vieira - Portrait of a Resistant and a Forced Laborer", which portrays the biography of this important member of the Resistance against the German occupation of France.

The exhibition is open to the public until January 22nd, 2018.

....

PT
EN